Ads Top

12 Avanços tecnológicos que foram imaginados pela ficção e se tornaram realidade

Um dos assuntos mais intrigantes e curiosos para os seres humanos é o futuro. Apesar de ser muito incerto, muitas pessoas tentam adivinhar o futuro, e é curioso como alguns escritores de ficção científica fizeram “previsões” e inspiraram muitas inovações tecnológicas. Veja abaixo algumas tecnologias e objetos que apareceram pela primeira vez na literatura, cinema e televisão, e que anos depois se tornaram realidade.

1 – Engenharia genética

Um dos temas do livro Admirável Mundo Novo é uma sociedade em que a reprodução é artificial, por meio de técnicas de engenharia genética. O livro foi lançado em 1932, 40 anos antes do primeiro experimento bem-sucedido de manipulação de DNA.

2 – Comunicador holográfico

O comunicador holográfico apareceu no filme Star Wars, em 1977. Embora o primeiro holograma tenha sido alcançado 14 anos antes, o filme inspirou a empresa Ostendo a criar um chip que transforma um smartphone em um comunicador holográfico. Também motivou uma equipe da Universidade Brigham Young, dos Estados Unidos, a desenvolver um projetor de imagens em 3D em uma iniciativa chamada “Leia Project”

3 – Tablets

O universo de Star Trek previu vários avanços tecnológicos que não existiam na época do filme original e nas suas sequências. Por exemplo, alguns dos dispositivos usados pelos tripulantes da nave Enterprise eram tablets chamados PADD, muito semelhantes aos que começaram a ser produzidos no mundo real no início do século XXI.

4 – Helicóptero

Em 1886, o transporte aéreo foi possível por meio de balões e aeronaves. No entanto, Julio Verne foi mais longe e, no mesmo ano, publicou o romance Robur, O Conquistador, no qual imaginava uma enorme embarcação voando através de mastros com hélices no topo. O Albatross, nome da nave que poderia girar lateral e horizontalmente, serviu de inspiração para o russo Igor Sikorski, que, em 1942, se tornou o primeiro fabricante de helicópteros.

5 – Radar

As previsões de Hugo Gernsback o levaram a se tornar uma referência em ficção científica, a ponto de receber prêmios pelas melhores obras do gênero. Em seu romance Ralph 124C 41+, ele descreveu um instrumento de localização que antecipava 23 anos de desenvolvimento do radar, apresentado pelo físico Robert M. Page em 1934.

6 – Submarino elétrico

Em 1879, quando Jules Verne publicou Vinte Mil Léguas Submarinas, os submarinos já existiam. Mas o escritor francês foi pioneiro em imaginar a propulsão elétrica e uma tecnologia que permite um tempo de imersão prolongado.

7 – Porta automática

H. G. Wells é outra grande referência em ficção científica, com obras notáveis. Um de seus livros é O Dorminhoco Acordado, que fala sobre um homem que adormece em 1897 (dois anos antes da publicação do romance) e acorda 203 anos depois. Entre os avanços tecnológicos previstos pelo autor estão as portas automáticas com sensor de movimento, desenvolvidas em 1931.

8 – Realidade virtual

A realidade virtual ainda parece uma tecnologia futurista, mas o mais surpreendente é que o primeiro registro literário dela ocorreu em 1935. Naquele ano, O escritor Stanley G. Weinbaum publicou Pygmalion’s Spectacles, obra de ficção científica que conta a história de uma invenção do professor Albert Ludwig, criador de lentes que permitem ao usuário viajar para um mundo fictício chamado Paracosma e interagir com cheiros, sabores e toques. A história estava 27 anos à frente do Sensorama, um dos primeiros dispositivos de imersão multissensorial.

9 – Detector de mentiras

The Achievements of Luther Trant, de Edwin Balmer e William MacHarg, publicadas em 1910, são um dos primeiros romances que falam sobre o uso da psicologia na solução de crimes. O enredo menciona uma nova tecnologia que antecipa com precisão o que mais tarde foi chamado de detector de mentiras. Esse tipo de polígrafo foi inventado em 1924 pelo americano Leonarde Keeler e usado pela primeira vez em um caso policial em 1935

10 – Internet

Arthur Arthur Clarke foi o autor de 2001 – Uma Odisseia no Espaço. Sua história Dial “F” para Frankenstein, publicada em uma edição da revista Playboy de 1964, citou a ideia de uma rede telefônica grande e complexa que foi a fonte de inspiração para Tim Berners-Lee, pai da World Wide Web.

11 – Telefone celular

Martin Cooper, um engenheiro americano, foi um dos pioneiros no desenvolvimento de telefones celulares e sua inspiração veio de Star Trek. Na série, o Capitão Kirk se comunica com o resto da tripulação usando um dispositivo muito semelhante aos primeiros celulares.

12 – Videochamadas

Em 1909, o escritor britânico Edward Morgan Forster, em sua história de ficção científica The Machine Stops, descreveu um mundo apocalíptico no qual as pessoas vivem em cápsulas subterrâneas individuais, e se comunicam através de videochamadas.

Fonte: Genial Guru

O post 12 Avanços tecnológicos que foram imaginados pela ficção e se tornaram realidade apareceu primeiro em Tudo Interessante.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.