Ads Top

Russos apresentam filhote pré-histórico de 18 mil anos

Russos apresentam filhote pré-histórico de 18 mil anos

Russos apresentam filhote pré-histórico que morreu há 18 mil anos. Ele foi encontrado no ano passado por moradores de uma região na Sibéria, no 'permafrost', o subsolo congelado. Pode ser o mais antigo canino domesticado já descoberto. Seu estado de conservação impressiona. "As condições de permafrost são tais que este filhote poderia ter morrido há 100 ou 200 anos. Mas a análise de radiocarbono realizada em Estocolmo pelo laboratório de Love Dalen mostrou que foi há 18 mil anos", diz Sergei Fyodorov, do Museu do Mamute. A causa da morte permanece incerta e mais estudos genéticos são necessários para determinar se era um cachorro ou um lobo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.