Ads Top

Sawney Bean, o terrível canibal do folclore inglês

Em todas partes do mundo, cada povo tem seu próprio folclore, sua própria forma de manifestar suas crenças e costumes. O folclore pode se manifestar na arte, artesanato, literatura popular, música, mitos e lendas. Os mitos e lendas se misturam com fatos reais e históricos, com o intuito de explicar coisas que, até então, permaneciam sem qualquer tipo de resposta.

Sawney Bean é uma figura do folclore inglês. Acredita-se que ele morava em uma caverna, com aproximadamente 50 membros da família. Os Beans eram conhecidos por roubar, sequestrar e eventualmente assassinar estranhos. Depois que eles matavam, eles o comiam. E a história de Sawney Bean, que pode ter existido ou não, alcançou um status lendário na Escócia.

Alexander Sawney Bean nasceu no fim dos anos 1300, perto de Edimburgo. Segundo a lenda, ele deixou todas suas ocupações para trás, quando encontrou a mulher que seria sua esposa.

Eles se afastaram da sociedade e foram morar em uma caverna, em Ayrshire. Conhecida como Bennane Cave, ela tinha vários túneis que se estendiam por mais de um quilômetro de profundidade. O casal tinha vários espaços para começar sua família.

A família Bean cresceu rápido. Sua esposa deu à luz a 14 filhos. E com tantas bocas para alimentar, e sem nenhum mercado perto, o patriarca virou assaltante e assassino para sobreviver.

Junto com sua família, ele emboscava viajantes solitários e locais que passavam pela caverna. A família tinha uma montanha de corpos para se alimentar.

Família

A família sobrevivia com uma dieta rica em proteínas com restos humanos em conserva e salgados. A família foi crescendo e abrigando 46 filhos, filhas, netos e netas na caverna isolada. Todos foram concebidos por incesto.

Sawney Bean tinha praticamente um pequeno exército para ajudá-lo. Ele orquestrava emboscadas com precisão. A lista de desaparecidos foi começando a aumentar. E às vezes, alguns membros apareciam na costa e boatos começaram a surgir. Mesmo assim, ninguém pensou em olhar para a caverna Bennane.

Um dia, os Beans orquestraram um plano e acharam que seria infalível como os outros tinham sido. Eles emboscaram um homem e uma mulher, que estavam a cavalo voltando de uma feira local.

Bean derrubou a mulher e a estripou logo em seguida. O marido lutou contra os outros familiares. E eles foram forçados a voltar para a caverna. Mas aí, a natureza canibal dos Beans tinha sido exposta.

O marido sobrevivente estava a caminho de Glasgow e foi falar com o rei James IV. Ele, pessoalmente, levou um grupo de 400 pessoas para a caverna para capturar a família.

Eles foram capturados e levados para Leith para aguardar a sua execução. Os habitantes locais estavam muito enfurecidos e exigiram uma punição dolorosa.

Propaganda

Não existe nenhum registro encontrado, sobre as pessoas desaparecidas ou mesmo da caçada de 400 pessoas que foi liderada pelo rei da Escócia. E pode ser que a história da família Bean seja apenas um conto para manter as crianças acordadas.

Essa lenda seria uma propaganda contra os escoceses, feita pela imprensa inglesa. E a historiadora Louise Yeoman explica os fatos por trás dessa lenda.

“Parece o enredo de um filme de terror de bilheteria, e foi porque foi inventado para servir a um propósito muito semelhante – vender livros. Ele também tem um subtexto mais sinistro – os livros vendidos não foram publicados na Escócia, mas na Inglaterra, numa época em que havia um preconceito generalizado contra os escoceses”, disse.

Essa matéria Sawney Bean, o terrível canibal do folclore inglês foi criada pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.