Ads Top

A humanidade criou uma cápsula para extraterrestres, o que tem dentro dela?

Seria muita audácia nossa, enquanto humanidade, achar que a gente está sozinho, em um universo tão gigantesco e desconhecido. Não quer dizer que já tenhamos encontrado algum tipo de vida extraterrestre, mas essa é uma possibilidade que não podemos descartar. Afinal, existe muito mais, entre o nosso planeta e o universo, do que sonha a nossa vã filosofia. Então, enquanto procuramos por vida em outros planetas, os cientistas tiveram uma ideia brilhante. Eles criaram uma cápsula, na verdade, duas cápsulas. Em suma, elas foram soltas fora da nossa galáxia, para serem achadas no caso de realmente existir vida extraterrestre. Assim, esses extraterrestres poderiam encontrar esses objetos, e saberem da nossa existência.

O que você colocaria dentro dessas cápsulas para um possível extraterrestre? Um número de telefone, talvez, um endereço da Terra? Um fato dos terráqueos? É pode ser. O fato é que a NASA lançou a Voyager 1 e Voyager 2 em 1977. A ideia era alimentar informações sobre Júpiter, Saturno, Urano e Netuno de volta à Terra. Os cientistas sabiam que a gravidade de Júpiter daria às duas naves espaciais velocidade para que elas deixassem a órbita do Sol. Assim, elas poderiam entrar na Via Láctea maior, e se afastar eternamente e gradativamente do nosso sistema solar e da humanidade. Ou seja, explorando a imensidão do universo.

As cápsulas

Já se passaram 42 anos, desde que as duas cápsulas foram liberadas no universo. Então, caso alguma delas já tenha feito algum tipo de contato com alienígenas, eles possivelmente veriam o que há dentro dela. Porque obviamente, para que eles entendam do que se trata, eles teriam que, no mínimo, usar de alguma tecnologia humana, entender a nossa linguagem e ler todas as informações descritas ali.

Cada Voyager continha em seu interior um sistema de memória de fita de 8 trilhas, computadores, que devido a época, mais de 40 anos atrás, têm menos poder de processamento do que um smartphone. E também um LP, com um fonógrafo de cobre que ficou conhecido como “Registro Dourado”. Agora, você deve estar se perguntando, que tipo de informação continha nisso tudo. Uma coleção de imagens e áudios contando um pouco sobre a humanidade. Vai saber se os extraterrestres conseguem decifrar nossa linguagem, será? Bom, a nossa parte a gente fez.

O conteúdo

“Este é um presente de um pequeno mundo distante, um símbolo de nossos sons, nossa ciência, nossas imagens, nossa música, nossos pensamentos e nossos sentimentos”, disso o presidente americano da época, Jimmy Carter. “Estamos tentando sobreviver ao nosso tempo para que possamos viver no deles. Esperamos que um dia, tendo resolvido os problemas que enfrentamos, participemos de uma comunidade da civilização galáctica. Este registro representa nossa esperança, nossa determinação e nossa boa vontade em um vasto e impressionante universo”.

Estas são algumas coisas que foram enviadas ao espaço, dentro do famoso Registro Dourado. Primeiro, um conjunto de saudações em áudio, faladas em mais de 50 idiomas diferente. Até porque ninguém sabe ao certo qual tipo de comunicação verbal os alienígenas sabem compreender. Também há uma compilação dos sons naturais do nosso planeta. Tais como os produzidos pelo mar, vento, trovão e sons de animais, como pássaros, baleias e golfinhos. Mais 90 minutos de música de todo o mundo. E, infelizmente, os Beatles ficaram de fora. Na época, a banda queria colocar “Here Comes the Sun”, mas alguns problemas de permissão com a gravadora atrapalharam as negociações. E por fim, 116 imagens de conhecimento científica, ambiente terrestre e anatomia humana.

E você, o que mais colocaria nessas cápsulas? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Essa matéria A humanidade criou uma cápsula para extraterrestres, o que tem dentro dela? foi criada pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.